Saltar os Menus

Notícias

20 de Dezembro de 2018

Documento em destaque

Neste mês de dezembro destacamos o documento referente à indústria da cordoaria, por meio da escritura celebrada no dia 02 de fevereiro do ano de 1920, em que se oficializava a já existente sociedade desde 01 de janeiro de 1918 de seu nome ”Castro, Leça e Ferreira”.

Os outorgantes que intervêm nesta escritura são, como primeiro outorgante: Lino Pereira Leça, de Matosinhos, como segundo outorgante: Manuel António Pinto de Castro, de Matosinhos, que fica com o cargo de Gerente Comercial da sociedade e de responsável da Caixa, e como terceiro outorgante: José Joaquim Ferreira da Silva, de Esmoriz, que vai ocupar o cargo de Diretor Técnico. Com o capital social de três mil escudos, dados à razão de mil escudos cada sócio aquando da criação da sociedade, este montante só será usado quando os sócios em unanimidade o deliberarem em Assembleia.

Os dados conhecidos através de inquéritos ligados à arte da cordoaria permitem-nos saber que, na segunda metade do século XIX, a produção de cordame concentrava-se no concelho de Ovar, nomeadamente e em maior número em Esmoriz e em menor quantidade em Cortegaça. O número de Cordoeiros cresceu ao longo do século, devido ao incremento da pesca da sardinha, onde estes (empresários de cordoaria) eram os fornecedores das cordas e possivelmente das redes para as Companhas do Furadouro. Como em quase todos os ramos da atividade industrial, a concorrência aumentou levando a que alargassem os fornecimentos do produto a outras paragens. Após a 1ª Grande Guerra os documentos existentes fornecem indícios, ainda que não consigam asseverar, do declínio da arte da cordoaria em Ovar.

A escritura em apreço pode ser consultada no livro de escrituras do notário de Ovar, do Bacharel Francisco Fragateiro de Pinho Branco, no livro de notas para escrituras diversas nº109, de folhas 62 a 63.

Este livro encontra-se sob custódia do Arquivo Distrital de Aveiro com a cota atual: PT/ADAVR/NOT/CNOVR4 /001/0174

Eneida Matos

ADAVR | Assistente Técnica

Fonte: Rodrigues, Manuel Ferreira, – Empresas e empresários das indústrias transformadoras, na sub-região da Ria de Aveiro, 1864-1931. Lisboa : Fundação Calouste Gulbenkian, 2010. 733 p. ISBN 978-972-31-1322-8

http://etcetaljornal.pt/j/2016/01/escola-de-artes-e-oficios-de-ovar-eis-o-projeto-de-exposicoes-tematicas-tradicionais-com-a-cordoaria/

https://www.flickr.com/photos/biblarte/14625490844/in/photostream/

http://www.diariocoimbra.pt/noticia/37383

http://aps-ruasdelisboacomhistria.blogspot.com/2013/09/rua-da-junqueira-xiv.html

Esta notícia foi publicada em 20 de Dezembro de 2018 e foi arquivada em: ADAVR, Documento em destaque, Geral.

Arquivo Distrital de Aveiro