Saltar os Menus

Notícias

29 de Outubro de 2018

DOCUMENTO EM DESTAQUE

O documento em destaque refere-se à indústria de sabão, em concreto à firma “Fábrica de Sabão de Aveiro, de Manuel Cristo & Companhia” que iniciou a sua atividade, em 16 de agosto de 1922, com um capital social de 150.000$00. A escritura que apresentamos tem o título “Sociedade por quotas entre Manuel Homem de Carvalho Cristo e outros de Aveiro”.

Na sociedade atrás referida foram, como primeiro outorgante:
– Manuel Homem de Carvalho Cristo, casado, proprietário; e como segunda Laurinda Augusta da Costa, solteira, proprietária.
Pelo presente instrumento estabelecem entre si uma sociedade por quotas de responsabilidade limitada. Esta sociedade tem como objecto a fabricação de sabão e sua venda por grosso e retalho. A Sede da Sociedade é em Aveiro na Rua dos Tavares.
No entanto, esta sociedade durou pouco tempo, tendo sido dissolvida em 6 de maio de 1926.
A escritura da empresa em apreço pode ser consultada no livro de escrituras do notário Silvério de Magalhães, liv. nº 117, de folhas 47v. a 50. Livro este sob custódia do Arquivo Distrital de Aveiro com a cota atual: PT/ADAVR/NOT/CNAVR2/001/0385.

Tradição do sabão
O fabrico de sabão é, sem dúvida, uma das atividades industriais mais antigas da nossa civilização. A sua origem remonta a um período anterior ao século XXV a.C..
Apesar do sabão ser conhecido pelos gauleses, romanos e fenícios, era considerado um artigo de luxo na idade média. No século XIII o sabão passou a ser produzido em quantidades suficientes para ser considerado uma indústria, mas somente a partir do século XIX é que se tornou um produto de uso generalizado.
No final do século XIX, com o início da industrialização em Portugal, surgem diversas empresas de fabrico de saboaria, que ainda existem nos nossos dias, tais como a Confiança (1894), a Claus Porto (1887), a Ach. Brito (1918) e a Benamôr (1925).
A Fábrica de Sabão de Aveiro surgiu neste contexto e apesar de não sobreviver ao tempo como as anteriores, deixou como tradição a produção deste produto de luxo em Aveiro. Existe na cidade a empresa “Beleza do Sal” que produz sabonetes com matérias-primas naturais (o sal) e originais usando receitas antigas.

Teresa Valente
Assistente Operacional/ADAVR

Fonte: Rodrigues, Manuel Ferreira, – Empresas e empresários das indústrias transformadoras, na sub-região da Ria de Aveiro, 1864-1931. Lisboa : Fundação Calouste Gulbenkian, 2010. 733 p. ISBN 978-972-31-1322-8
No reino do sabonete – Expresso , in, https://expresso.sapo.pt/s…/2018-04-14-No-reino-do-sabonete…
História do Sabão – Portal São Francisco, in: https://www.portalsaofrancisco.com.br/his…/historia-do-sabao
Beleza do Sal: http://belezadosal.pt/pt/sobre-a-marca
Ach. Brito – História: https://achbrito.com/pt/menu-topo/historia/
Exposição: Uma História de Confiança: https://www.cm-braga.pt/pt/1301/home/agenda/item/item-1-5571

Esta notícia foi publicada em 29 de Outubro de 2018 e foi arquivada em: ADAVR, Documento em destaque, Geral.

Arquivo Distrital de Aveiro