Saltar os Menus

Leitura e referência

DSC09790Promover o acesso ao património arquivístico custodiado pelo Arquivo Distrital de Aveiro é uma das suas principais funções.

Para tal faculta acesso aos seus fundos documentais a cidadãos nacionais e estrangeiros, desde que devidamente identificados, mediante o preenchimento da respetiva requisição.

A disponibilização dos documentos para consulta pode ser condicionada por imperativos de conservação das espécies ou por outras restrições de carácter legal.

Conta, também, com uma biblioteca de apoio abrangendo as mais variadas áreas do conhecimento.

O Arquivo Distrital de Aveiro dispõe de uma sala de leitura com capacidade para 21 lugares de leitura, uma sala de leitura de microfilmes com dois leitores  de microfilme e dois postos de acesso à internet, bem como uma área de referência, e acesso livre à rede wireless, com os seguintes horários:

Horário de atendimento geral:
Dias úteis
Das 09:00 h.  às 18:00 h.

Horário de atendimento no Serviço de Referência e Leitura:
Dias úteis
Das 09:00h.  às 17:00 h. (contínuo)

As requisições de documentos e reproduções: das 09:00h.  às 12:30 h e das 14:00h.  às 16:30 h

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE LEITURA E REFERÊNCIA

O Arquivo Distrital de Aveiro, instituição pública empenhada na salvaguarda e conservação de um valioso património documental, faculta o acesso aos seus fundos documentais, assegurando aos utilizadores todos os meios indispensáveis ao estudo, investigação e certificação de documentos.

Assim, o presente regulamento inspira-se em dois princípios fundamentais: no princípio da responsabilidade patrimonial, deduzido do seu estatuto como Arquivo que zela pela preservação de uma parte importante da memória colectiva do distrito de Aveiro, fixada em manuscritos e noutros documentos a conservar para as gerações futuras; e no princípio do acesso, entendido como direito dos leitores e investigadores, designadamente daqueles para quem as fontes primárias a consultar constituem um instrumento de trabalho imprescindível.

 

I

Informação geral sobre disponibilidade dos serviços

II

Informação geral sobre a utilização dos serviços

2.1 Condições de acesso

2.1.1 O Arquivo Distrital de Aveiro faculta o acesso aos seus fundos documentais a todas as pessoas, devidamente identificadas e com mais de 18 anos.

2.1.2 Em caso de comportamentos inadequados, o ADAVR guarda o direito de reserva de acesso, protegendo assim o património documental ou salvaguardando os direitos de outros utentes.

2.1.3 Não é permitida aos leitores a entrada no Serviço de Referência e Leitura com:

  1. a) Sacos, malas, embrulhos, guarda chuvas, agasalhos, pastas – nomeadamente pastas de computadores portáteis;
  2. b) Livros, revistas, fotocópias, fotografias;
  3. c) Aparelhos fotográficos ou de digitalização de imagens;
  4. d) Telemóveis activados;
  5. e) Aparelhos de reprodução de áudio;
  6. f) Alimentos ou bebidas;
  7. g) Animais.

2.1.4 É permitido aos leitores a entrada com lápis, folhas, fichas e computadores portáteis.

2.1.5 As pessoas portadoras de deficiência têm condições de acessibilidade, de acordo com o previsto no Decreto-Lei nº163/2006, de 8 de Agosto, mas requerem acompanhamento por parte de um colaborador do ADAVR.

Deve ser dada prioridade ao atendimento de idosos, doentes, grávidas, pessoas com deficiência ou acompanhadas de crianças de colo, bem como outros casos específicos com necessidades de atendimento prioritário, conforme o disposto no nº. 1, do artigo 9° do Decreto-Lei nº 135/99, de 22 de Abril.

2.1.6 Os leitores devem respeitar todos os presentes e manter um comportamento civilizado e ordeiro.

2.2 Procedimentos de acesso

2.2.1 Na recepção, os leitores identificam-se, e são encaminhados para o Serviço atendimento e de Referência onde depositam os objectos pessoais nos cacifos existentes.

2.2.2 Os serviços e espaços públicos do Arquivo Distrital de Aveiro encontram-se identificados na sinalética existente junto à recepção.

2.2.3 As áreas de utilização comum, nomeadamente espaços de lazer encontram-se identificadas na sinalética.

 

III

Informação sobre o Serviço Atendimento e de Referência

3.1 O Arquivo Distrital de Aveiro disponibiliza um Serviço de Referência com orientação especializada na consulta dos instrumentos de pesquisa.

3.2 Os instrumentos de descrição disponíveis são: guia de fundos, inventários, catálogos, impressos ou manuscritos.

3.3. A requisição de documentos é efectuada pelo utilizador, em impresso próprio, sendo obrigatório preenchimento dos campos de identificação do requisitante, e comporta:

3.3.1 Consulta presencial, com as seguintes condições:

  1. a) Limite a dez espécies documentais diárias, acrescido de mais dez, desde que reservadas no dia anterior. Em casos excepcionais, poderá ser excedido desde que justificado e apreciado pelo técnico responsável;
  2. b) O leitor só poderá ter em seu poder para consulta 3 obras em simultâneo. No caso de documentação avulsa só poderá consultar um processo de cada vez.

3.4 A totalidade do acervo documental de que Arquivo Distrital de Aveiro é depositário pode ser consultado, excepto:

3.4.1 Documentos sujeitos a restrições de comunicabilidade e acessibilidade, conforme o previsto na Lei (Decreto-Lei 16/93, de 23 de Janeiro).

3.4.2 Documentos originais que tenham sido objecto de transferência de suporte (microfilme, digital).

3.5 Informação sobre serviços prestados

Executados de acordo com os requisitos legais, as prioridades e a disponibilidade do ADAVR:

3.5.1 Pesquisas especializadas;

3.5.2 Certificação de documentos e averbamentos requeridos pelas entidades competentes;

3.5.3 Reproduções de documentos: digitalização, microfilmagem, impressão em papel;

3.5.4 Transcrições paleográficas;

3.5.5 Orçamentos dos serviços prestados.

 

IV

Informação sobre o Serviço de Leitura

4.1 O ADAVR disponibiliza uma sala de leitura de originais e uma sala de consulta de microfilmes.

4.2 A documentação requisitada será entregue aos leitores nos seus lugares, até vinte minutos depois de efectuada a requisição. Se isso não se verificar, os leitores deverão dirigir-se ao balcão e indagar, junto do técnico responsável pelo Serviço de Referência e Leitura, a razão da demora.

4.3 Todos os leitores devem:

4.3.1 Cumprir as regras de manuseamento;

4.3.2 Zelar pelas espécies documentais que recebem até à sua devolução;

4.3.3 Manter na sua posse os documentos requisitados, não efectuando permutas ou cedências com outros leitores;

4.3.4 Permanecer no mesmo lugar durante a sua estada na sala de leitura. Em caso algum a documentação poderá sair desse espaço físico;

4.3.5 Comunicar a sua ausência ao técnico responsável, para que os documentos continuem na sala de leitura por um período de tempo superior a 30 minutos.

4.4 São admitidos grupos de trabalho desde que não interfiram no normal funcionamento da sala de leitura.

V

Disposições finais

5.1 Consoante a gravidade ou reincidência da infracção cometida, os leitores poderão ser impedidos de utilizar os serviços do Arquivo e, no caso dos actos praticados implicarem avarias ou danos sobre quaisquer equipamentos, sistemas, mobiliário ou instalações, todos os custos decorrentes da respectiva reparação ou substituição serão suportados pela pessoa responsável por esses actos.

5.2 O livro de reclamações encontra-se disponível em local visível, balcão de atendimento na secretaria do ADAVR, conforme o previsto por lei.

5.3 No caso de sugestões, o técnico responsável pelo Serviço de Referência e Leitura deverá fornecer aos leitores o impresso que o Arquivo disponibiliza para esse efeito.

5.4 As dúvidas e os casos omissos não previstos neste regulamento serão resolvidos pela Direcção ou em quem ela delegar.

Última Actualização: 6 de Abril de 2016